Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Agridoce

Um mundo à tua medida!

Agridoce

Um mundo à tua medida!

13/04/16

Uma paixão chamada livros#12

Livro para o qual escreverias uma sequela

 

A Culpa é das Estrelas, sem dúvida!

Já escrevi, confesso - me porque a curiosidade matava - me e inventei - a eu. Acaba muito em aberto.

E a Hazel Grace? A protagonista, a inspiração.... Não há nada depois?!

Sei que parece estranho mas acho sempre injusto para os leitores quando os autores fazem isso (embora eu própria o faça) acho qe quem escreve a história deve dar um fim melhor ou pior á sua personagem, deve contá - lo e por isso dei o meu próprio final.

É tudo (este post fez me ficar zangada com O Jonh Green)

Beijinhos

Mia

12/04/16

Uma paixão chamada livros#11

  Livro inspirador  

Á tantos livros que podia pôr nesta categoria, podia mesmo mas acho que desta vez vou optar pela "A Sombra do Vento" .

Acho que já meia blogosfera já leu este livro, devo dizer - vos que adorei e que me inspirou. Não só pelo facto das suas citações serem magníficas mas também por ter personagens muito forte.

Hoje contei a sinopse desta história á J. e ela ficou muito confusa por isso vou a fazer mais breve para que vocês percebam a essência da história.

Um menino, Daniel, num dia diferente vai com o pai até ao cemitério dos livros esquecidos. Sitio esse que contém imensos livros e esquecidos e Daniel pode escolher um.

Depara - se com um que lhe chama á atenção chamado "A Sombra do Vento" Escrito por Julian Carax.

O menino começa a pesquisar tudo sobre o autor mas nada encontra e no meio de inúmeras aventuras, amores e muitos livros acaba por descobrir que a vida de Julian é uma complicação.

Daniel segue - lhe os passos e a sua vida é um espelho da de Julian Carax mas será que vai puder mudar o rumo da sua vida e não cometer os mesmos erros (se bem que na minha opinião não foram erros)?

 

Beijinhos

Mia

 

11/04/16

Coisas que vejo#1

Outro dia estava eu no Pingo Doce compra de ultima hora para a minha mãe, já nem me lembro bem o que foi buscar mas sei que demorei lá um tempão.

As filas iam até á parte dos congelados (que fica longe das máquinas registadoras) e lá me pus atrás de uma menina.

Passado pouco tempo uma senhora na casa dos 60 (aparentava um pouquinho menos) pôs se atrás de mim e sempre a empurrar e eu sempre a bater na menina da frente, lá pedi á senhora para nos arrastarmos um bocadinho para trás para as outras pessoas puderem ter espaço.

Passados alguns momentos chega uma senhora visivelmente grávida (com isto quero dizer com grande barriga) e o marido pergunta - lhe:

Marido Senhora Grávida: Queres ir para a fila das grávidas?

Mulher Grávida: Deixa lá que ainda não está para nascer hoje.

O marido ri e ficam por aí, até aí tudo normal. Depois a senhora que está atrás de mim a quem vou chamar Maria (só por ser um nome que não gosto, sem ofensa,)

Maria: Vejam lá como isto está. Se eu mandasse não era nada assim. Uma fila para grávidas! Estar grávida não é nenhuma doença. é muito bom. Na minha altura trabalhei até ao dia do parto e aguentava nas filas todas.

Um homem que ali estava começa em defesa da senhora e do marido, que estavam visivelmente incomodados mas tentavam rir da situação.

Homem: Minha senhora, as grávidas não só têm prioridade como também deviam ter privilégios, aquela senhora está a carregar muito mais peso do que qualquer um de nós. Pode passar á frente.

A senhora grávida sempre sorridente recusa e a Maria continua a mandar o mote.

- Deviam era fazer uma fila para doentes, agora grávidas....

Já estava a ver que ia haver carnificina,mas finalmente acalmou, achava eu.

Chega um senhor e põe - se na fila das grávidas com a mulher que não tinha barriga visível.

- Ai que me dói os ovários.

A mulher ri - se e segura nas costas e a Maria volta ao ataque contra todas as grávidas:

- O senhor por acaso está grávido?

O senhor lá responde que a mulher está ao que a Maria responde que isso é tudo mentira. Finalmente quando a conversa volta a subir de tom sou atendida e saí juntamente com a senhora grávida e o marido que comentam que era melhor terem ido para a fila das grávidas para não causar tamanha confusão.

Sorri - lhes e saí feliz por estar fora daquela enorme confusão!

 

 

Beijinhos

Mia

11/04/16

Uma paixão chamada livros#10

Livro perturbante

Este é fácil, sem dúvida que foi O Quarto De Jack é completamente assustador ver aquela realidade para mais quando é narrada pela inocência de uma criança de 5 anos.

Este livro fala sobre Jack e a mãe deles que são mantidos em cativeiro dentro de uma cabana por um monstro (não há outro nome), para Jack o quarto é o mundo, é tudo o que existe e acredita piamente nisso.

Não consegue ver o mundo pois a única entrada de luz é uma claraboia virada para o céu.

Quando a mãe finalmente lhe conta tudo o que existe no exterior decidem criar um plano para sair e lá fora é tudo tão diferente que é impossível não nos comovermos com as palavras de Jack.

 

 Beijinhos

Mia

10/04/16

É crónico

Foi ao médico e depois de uma avaliação muito cuidada disse que era crónica a minha falta de tempo.

Sou apologista de que 24 horas chegam se organizarmos o nosso tempo mas ele disse - me que o meu tempo tem uma anomalia genética e por esse motivo se esconde em sítios impossíveis de imaginar e se gasta rapidamente.

As minhas horas parecem voar entre escola, trabalhos, escola e chego ao fim do dia quase sem tempo. Depois quero ler, tocar piano, ver televisão, as minhas séries, falar com os amigos e ler mais um pouco e claro que também quero escrever mas o tempo passa de mansinho por mim como quem não quer a coisa e passa a correr.

O médico receitou um frasquinho de organização, por agora ainda não fez qualquer efeito. Disse - me também que tenho de fazer escolhas do que quero realmente fazer e quando lhe disse que queria fazer tudo mandou - me embora.

Acho que vou fazer um baixo - assinado para ver se não podem dar mais 2 horinhas ao dia.

Não peço mais, duas horas eram capazes de fazer imensa coisa.

Prontos é crónico por isso se não aparecer por cá muitas vezes não ralhem comigo, não tenho culpa o tempo é que tem.

 

 Beijinhos

Mia

04/04/16

Uma paixão chamada livros#9

Livro hilariante

Não acho livros hilariantes ponto final parágrafo. Julguem de todas as maneiras que quiserem mas para mim um livro hilariante não tem interesse um livro com algumas piadas sim gosto mas hilariante é uma palavra demasiado forte para um livro.

Um livro tem de transmitir uma mensagem e não ser HILARIANTE.

Por isso vou vos falar de um livro que tem piada pelo meio embora seja um pouquinho pesado.

A Rapariga que Roubava Livros.

Achei este livro engraçado em parte porque é narrado pela morte, e, embora possam achar mórbido a morte vai mandando piadas irónicas pelo meio.

Este livro fala da segunda guerra mundial, e de uma menina Liesel, que adora ler e começa a roubar livros...

Não vos vou contar mais, é demasiado bonito para ser contado por palavras minhas.

 

 Beijinhos

Mia

03/04/16

Eu e os meus livros...

A verdade é que sou uma leitora compulsiva, leio em qualquer lugar a qualquer hora. E a verdade é que adoro ler. A leitura foi uma coisa que descobri muito antes da maior parte das crianças destes tempo também por influência dos meus pais que sempre me lera histórias.

No segundo ano já li todo o tipo de livros grossos, e nas férias de verão de passagem entre o 3º ano e o 4º comecei a ler romances e livros para adultos.

E esta paixão foi crescendo, a minha irmã custuma dizes que como livros, simplesmente devoro - os em pouco tempo e por isso todos os livros que tenho aqui em casa já foram lidos pelo menos 2 vezes (e olhem que são cerca de 200 livros).

Algumas pessoas leêm por brigação, outras para se tornarem mais culta e ainda outras só para dizer que leêm. Não acho nenhuma dessas razões uma boa razão para se ler um livro.

Leio livros porque gosto de entrar naquele mundo enorme de fantasia, gosto de viver as personagens e saber as suas histórias.

Por vezes as pessoas olham para o tamanho do meu livro, o seu número de páginas, o tempo que demoro a ler e muitas vezes perguntam como consigo ler tanto. Para mim o livro não se resume em páginas, tamanho ou tempo. Para mim um bom livro pode até só ter quatro páginas desde que diga tudo.

E por isso leio, e nesse momento estou só lá eu e os meus livros.

 

 

 

Beijinhos

Mia 

01/04/16

Há coisas que nunca mudam

Tantas coisas mudam... As pessoas mudam, os tempos mudam, as palavras que usamos mudam, o emprego em que trabalhamos, a casa em que vivemos, a forma como vemos as outras pessoas, mudam as estações, a cor do nosso cabelo,os nossos sentimentos. Até a hora muda....

Mas há coisas que ninguém consegue mudar, e essas coisas são as mais verdadeiras, são as únicas coisas que podemos tomar como certo.

Chegar a casa, sentar - me na minha cadeira, ser feliz, pensar no meu dia, escrevê - lo é  são essas coisas que nos fazem feliz que não devemos mudar nunca, são por elas que devemos lutar e é por causa desses momentos que hoje sou uma pessoa mais feliz.

 

Beijinhos

Mia 

01/04/16

Uma paixão chamada livros#8

Livro comovente

Não sabia bem o que havia de escolher, acho que todos aqueles livros que gosto têm aquela parte que comove mas depois de muito pensar decidi escolher "Quero a minha mãe".

Este livro fala - nos de uma história verídica, uma mãe de acolhimento e escritora Cathy Glass vai receber uma criança em sua casa enquanto se decide se volta para os avós ou para o pai que a ignorou durante anos.

No entanto a mãe que é viciada em droga mas tem um grande amor á filha decide raptá - la e só passado uma semana do previsto a criança vem para as mãos de Cathy.

Alice é muito inteligente e apresenta além de muito bom tratamento quer do cabelo e da pele e da sua saúde também apresenta grandes ensinamentos ensinados pelos avós e Cathy começasse a perguntar porque esta foi retirada.

No fim descobrimos que o pai de Alice magoava Lia, a sua mãe e a viciou em droga e depois de muitas complicações Alice volta para os avós com a promessa de daí a 2 anos voltar para a mãe.

Este livro comoveu - me muito porque fala de uma criança, dos diálogos de Cathy com ela e da forma como amava a mãe e os avós. Fála - nos também sobre os tempos actuais e sobre os mais fortes laços de amor.

 

 Beijinhos

Mia

01/04/16

E a minha recomendação é....

Sim, eu também leio blogs.

Também comento e ando por estes lados e também tenho opiniões sobre os blogs que leio.

E posso recomendar milhões de blogs mas hoje decidi recomendar o blog da M.(http://braveheartgirl.blogs.sapo.pt/), uma grande amiga e escritora.

Podem visitar o blog dela aqui.

Não recomendo só este blog pelo facto de ser uma amiga, recomendo pelo facto de cada palavra dela nos trazer para um novo mundo e nos fazer viajar.

 

 Beijinhos

Mia

Mais sobre mim

imagem de perfil

Conta - me a tua história

Este blog tem algo de especial. Nesta casinha fazem - se entrevistas a bloggers e por isso se queres ser o próximo entrevistado basta enviares um email para agridoceblog@sapo.pt com o teu nome ou pseudónimo e link do teu blog. Beijinhos Mia

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.